Pesquisar este blog

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Deputada Raimunda Beirão cobra providências da CEA sobre falta de energia no interior do Estado


Falando durante o Grande Expediente, na sessão desta terça-feira na Assembleia Legislativa, a deputada Raimunda Beirão (PMB) reclamou sobre as constantes faltas de energia no interior do Estado e pediu providências à Presidência da Casa de Leis para cobrar esclarecimentos da Companhia de Eletricidade da Amapá (CEA) e a solução para o problema que aflige todos os municípios. “Já estou me tornando repetitiva, mas não sei mais o que fazer para resolver o grave problema de falta de energia que ocorre em todos os municípios do Estado. Por isso, peço a Vossa Excelência que oficie à direção da CEA para enviar um representante a esta Casa prestar esclarecimentos a todos os deputados sobre esse problema da constante falta de energia elétrica no interior e na capital, onde em alguns bairros falta até 4 vezes por dia, como já ocorreu na minha residência”, reclamou.
A deputada disse ser muito cobrada pelos moradores de Laranjal do Jari, pelo fato de morar em Macapá, onde fica a sede da empresa de energia elétrica. “Nós estamos levando a culpa, principalmente eu, no que diz respeito ao município de Laranjal do Jari, que é muito carente. Na última quinta-feira faltou energia lá e só voltou na sexta-feira, sem nenhuma explicação. E a culpa acaba caindo sobre esta deputada que mora em Macapá, e que ‘não faz nada’. Mas eu não trabalho na CEA. Quem tem que explicar isso é a direção da empresa, para esta Casa, para que possamos falar à população de nossos respectivos municípios sobre essa constante falta de energia”, destacou.



Raimunda Beirão pediu que seja elaborado um documento assinado por todos os deputados, pedindo providências à CEA. “Já fui várias vezes na concessionária pedir explicação e não as obtive. Já estamos cansados de bater na CEA. Está na hora de vir um representante da empresa a esta Casa prestar esclarecimentos sobre essas falhas. Iremos fazer um documento assinado por todos, pois só por mim já foram vários e não houve resposta”, conclamou. 
Educação
Outra denúncia apresentada pela deputada Raimunda Beirão foi sobre a situação de uma escola no município de Laranjal do Jari, que funciona com toda estrutura, inclusive de recursos humanos para uma quantidade mínima de alunos, considerado por ela um desperdício de recursos. “Refiro-me à Escola de Itaboca, que tem diretora, professores concursados do Estado e apenas sete alunos de três turmas que foram reunidos numa só. Acho que a Secretaria Estadual de Educação deveria enviar representantes aos interiores, para fiscalizar situações como esta, apesar do difícil acesso a certas regiões”, reclamou.
A parlamentar foi aparteada pela deputada Marília Góes (PDT), que a elogiou pela iniciativa. “Considero legítima a sua reivindicação. O seu papel, como de todos os demais deputados é de ir até a Secretaria Estadual, levando a denúncia e pedindo as providências”, enfatizou.



Assembleia Legislativa do Estado do Amapá
Departamento de Comunicação Social – DECOM
Texto – Paulo Oliveira | Foto – Gerson Barbosa
Site al.ap.gov.br | Blog da Assembleia | TVAL 57.2

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deputada Marilia articula projeto de práticas restaurativas nas escolas da rede pública

Para contribuir com o processo de resolução de conflitos nas escolas, órgãos públicos do estado trabalham em conjunto no desenvolvimento ...