Pesquisar este blog

segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Presidente do Conselho de Representantes de Brasileiros na Guiana Francesa visita a Assembleia

chefe do Conselho de Representantes de Brasileiros na Guiana Francesa, José Gomes, esteve na Assembleia Legislativa do Amapá (ALAP) nesta segunda-feira (02). Ele teve audiências com o presidente da ALAP, Júnior Favacho (PMDB) e com o presidente da Comissão de Relações Exteriores, deputado Isaac Alcolumbre (DEM). Ele afirmou que gostaria de contar com o apoio do parlamento estadual para melhorar a situação de milhares de brasileiros que vivem no lado francês.

Gomes expressou o desejo da Assembleia Legislativa ser uma espécie de “porta-voz junto ao Itamaraty e Ministério de Relações Exteriores” e evocou a necessidade de assistência aos brasileiros que moram na Guiana Francesa para que possam ter acessos aos seus direitos e melhores condições de vida.

“Necessitamos desse apoio, nós precisamos de assistência, principalmente, na área jurídica, muitos desconhecem os seus direitos e por conta disso, acabam não tendo acesso a educação e o que é pior, ficam até sem trabalho, justamente por não ter uma qualificação”, explicou.
 O deputado Isaac Alcolumbre acenou com a possibilidade de um encontro – ainda sem data definida – na Guiana, para conversar com os brasileiros. O Conselho de Representantes de Brasileiros na Guiana Francesa foi criado recentemente, e tem o reconhecimento tanto do Itamaraty como do Ministério de Relações Exteriores.
 A ideia, diz José Gomes, é fazer do conselho uma referência para os brasileiros, para que possam buscar auxílio. “Necessitamos desse espaço e esperamos contar com a ajuda tanto do governo como do parlamento estadual”, pediu, destacando que o conselho ainda não conta com uma sede própria.
 As eleições para formação da diretoria do conselho, ocorreu em junho deste ano. Segundo o presidente eleito, José Gomes, cerca de 20 mil brasileiros vivem na Guiana Francesa, número oficialmente reconhecido do lado francês, mas que, de acordo com o conselho, a representatividade é bem maior.
 “Acreditamos que mais de 30 mil brasileiros vivem na Guiana Francesa, e precisamos ser assistidos, em todos os segmentos, precisamos ter o apoio do governo brasileiro, sabemos que muitos ainda lutam para ter a situação regularizada, mas para isso, temos que ter o apoio do nosso governo”, disse.
 A real situação sobre as condições em que vivem no lado francês, será apresentada aos deputados. O mesmo levantamento, vai embasar o relatório do Conselho para o encontro denominado ‘Brasileiros no Mundo’, que acontece no dia 19 de novembro, em Salvador, onde será debatidos propostas para melhorar as condições de vida dos brasileiros, que moram no exterior.

Emerson Renon
Assessoria de Comunicação da Assembleia Legislativa  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deputada Marilia articula projeto de práticas restaurativas nas escolas da rede pública

Para contribuir com o processo de resolução de conflitos nas escolas, órgãos públicos do estado trabalham em conjunto no desenvolvimento ...